As 8 regras de sucesso para o empreendedor

As 8 regras de sucesso para o empreendedor

James Caan é um investidor de sucesso na Europa, à frente da empresa de capital privado Hamilton Bradshaw. Sua paixão, é claro, são os negócios. James acredita ser muito mais importante investir em pessoas do que simplesmente em novos produtos, pois, para ele, são as pessoas que criam negócios de sucesso através de suas paixões e convicções. Tanto, que ele também é conselheiro de empreendedores na Bluebox Corporate Finance Group, dedicada a formar novos empreendedores ao redor do mundo em negócios sustentáveis.

James publicou esta semana em sua página no LinkedIn “8 regras para o sucesso” que todo empreendedor deve ter em mente todas as manhãs – ressaltando que, obviamente, não existe uma “fórmula mágica” para ser bem sucedido nos negócios – mas elenca certos princípios orientadores o guiaram ao longo de sua carreira de sucesso:

1. Dedicação

Não importa o que se diga por aí: o verdadeiro sucesso não vem facilmente. Como tudo na vida, se você realmente deseja algo terá que trabalhar para isso dedicando tempo e esforço. Não há nada de errado em trabalhar duro e qualquer empreendor que tenha criado um negócio próprio irá dizer que é uma das coisas mais difíceis que já fez na vida.

2. Acredite em si mesmo

Não faz sentido investir em um negócio se você não tem nenhuma confiança ou auto-confiança. Quando um empreendedor cria a própria empresa, a única pessoa a quem deve responder é a si mesmo – o que significa que a confiança é vital. Se você não acredita em si e no seu produto ou serviço, como deseja que seus clientes e funcionários coloquem fé nos seus propósitos?

3. Seja criativo

Se quiser ser verdadeiramente bem sucedido, então você precisa estar preparado para se destacar da multidão. Embora uma ideia não tenha que ser nova para que isso aconteça, as melhores empresas ainda terão um apelo forte de negócio (USP) que as diferencia dos
concorrentes. A criatividade é uma das qualidades mais importantes que qualquer pessoa no mundo dos negócios pode ter.

4. Seja o primeiro

Em um mundo altamente competitivo, aqueles que não escaparem das armadilhas rapidamente são os que ficarão para trás. Sempre acreditei em antecipar ações que possam colocar os negócios em risco. Depois de ter estabelecido qual o melhor curso de ação, não seja tão cauteloso em dar logos seus passos, porque isso dará a seus concorrentes a chance de chegar lá antes de você e conquistar a parte vital de um trabalho ou contrato.

5. Construa uma marca

Quando montei minha primeira empresa, a primeira coisa que fiz foi alugar um escritório na melhor parte de Londres, como um bom endereço comercial, excelente para estampar um cartão de visita. O escritório em si era pequeno e sem janelas, mas ninguém sabia disso, uma vez que marcava as reuniões sempre fora do escritório. Quando se trata de fazer negócios, a construção de uma marca e uma boa reputação é essencial. Depois de ter feito isso, as coisas ficam muito mais fáceis, já que a maioria de nós prefere lidar com pessoas ou empresas que sejam reconhecidas e confiáveis​​.

6. Procure e esteja aberto a conselhos

É impossível ser um especialista em todas as áreas e não há nada de errado em buscar conselho quando buscamos um espaço no mercado. Quando se inicia um negócio pode ser fundamental conversar com alguém que tem anos de experiência na área. Se você pedir ajuda normalmente percebe que as pessoas ficam mais que felizes em oferecer seu tempo e seus conhecimentos.

7. Organize-se (e saiba delegar tarefas)

Executar um negócio bem sucedido pode ser muito estressante e desgastante e um dos recursos mais importantes que você terá é o seu tempo. Se você quiser tirar o máximo proveito do seu dia de trabalho, então procure se manter devidamente organizado e com a certeza de que você não está desperdiçando um tempo precioso em tarefas que sempre podem ser delegadas a outra pessoa.

8. Não corra enquanto não souber caminhar

Quando começamos um negócio há uma forte tendência a nos agarramos a qualquer trabalho que apareça, o que pode ser um erro fatal. Em primeiro lugar, tenha a certeza de que quando negociar um contrato haverá uma margem decente com a qual se trabalhar. Apesar de querer fazer a sua marca, não há vantagem em pegar um trabalho que não renderá um lucro que valha a pena o esforço. E, mais importante ainda, não assuma mais trabalho do que o que você possa entregar. Este é um dos erros mais comuns no mundo dos negócios e pode provar ser muito perigoso no futuro.

Fonte: LinkedIn Articles

 

Deixe uma resposta