Vida: Aproveite a jornada; ela é curta, mas pode ser muito prazerosa

Vida: Aproveite a jornada; ela é curta, mas pode ser muito prazerosa

Vida;

“Concentre-se na viagem, não no destino. A alegria não está em concluir uma atividade, mas em fazê-la”. – Greg Anderson

Por Naphtali Hoff

Recentemente, cheguei a um momento seminal na minha jornada profissional e pessoal.

Depois de três anos e meio de estudo, pesquisa e escrita, completei meus requisitos de dissertação e conquistei meu PsyD em psicologia humana e organizacional. O momento em que recebi a notificação formal me trouxe um grande alívio. Houve muitos obstáculos ao longo do caminho, e fiquei feliz por saber que estava tudo acabado e eu finalmente havia conquistado o título de “médico”.

Comemorar a vida

Depois que tive a chance de comemorar, no entanto, alguns pensamentos inquietantes começaram a invadir minha mente. Comecei a me perguntar: “E agora?” Fruto de todo o esforço. Todos os artigos e pesquisas. Por três anos e meio. E agora, nada além de alguns parabéns, “mazal tovs” e um perfil atualizado no LinkedIn.

Foi quase como se os outros parecessem mais felizes com minhas realizações do que eu. E porque tudo isso?

Acho que meu erro foi que eu poderia ter me concentrado demais no objetivo final e assumido que, ao terminar a viagem, de repente sentiria essa euforia de felicidade ou satisfação, como se houvesse esse pote de ouro esperando por mim ao cruzar a linha de chegada.

Mas o que logo percebi foi que, a fim de sentir a verdadeira satisfação e alegria, é importante tentar encontrá-la ao longo de todo o processo que me levou ao ponto onde cheguei.

life-is-a-journey-1

John C. Maxwell diz que “o sucesso é uma coisa diária, não uma coisa do destino… o sucesso é uma viagem, não um destino”. Isso significa que não nos tornamos pessoas de sucesso no dia em que obtemos nossos diplomas. Diplomas são meramente formas de reconhecimento para todo o nosso trabalho duro ao longo do caminho.

Em uma poderosa entrevista com Steve Harvey, o bispo TD Jakes fala da necessidade de desfrutar do processo e aproveitar a viagem. “Comemore”, diz ele, “ao longo do caminho, ao longo do caminho.”

Comemorar ao longo da jornada significa que quando tomamos medidas positivas para nos tornarmos uma pessoa melhor e mais bem-sucedida, devemos dar meia volta de vez em quando para reconhecer o que conseguimos, mesmo que nosso verdadeiro objetivo permaneça encoberto no horizonte.

Processos e felicidade

A maioria de nós tolera processos e adia a felicidade até atingirmos nossos objetivos:

“Quando receber meu diploma, nós dizemos, eu vou ser feliz. Quando eu conseguir esse emprego, vou ficar feliz. Quando eu me casar, vou me aquietar. Quando perder esses quilinhos a mais, vou estar confortável com quem eu sou”. E assim por diante.

Mas como um atleta que treina interminável e incansavelmente para uma maratona, os benefícios não estão apenas em competir. Todos nós reconhecemos como cada milha e cada sessão de treinamento ajuda o atleta a se tornar mais fisicamente apto ou ao menos no pico do seu desempenho corporal.

O mesmo se aplica a todos nós. Independentemente do que você procura fazer, precisamos reconhecer que cada passo positivo nos ajuda a chegar ao objetivo almejado, enquanto também nos traz mais perto daquilo que queremos ser.

Você completou outro curso? Saia para jantar. Perdeu alguns quilinhos? Comemore (embora talvez não com comida, hehe). Você enviou seu currículo 10 vezes e foi em inúmeras entrevistas? Dê um tapinha nas costas, sabendo que está fazendo coisas para melhorar sua vida.

Sacrifício x tempo

Aproveite o tempo para refletir sobre as razões que o levou a perseguir seu objetivo em primeiro lugar. Por que isso era tão importante que valia a pena se sacrificar e trabalhar tanto?

Em seguida, pense em todas as coisas que realizou ao longo do caminho. Considere a aprendizagem mental, física ou espiritual e treinamento realizado e como isso o posiciona melhor para o que quer e o que deseja alcançar. No ano passado, você poderia pensar, não teria havido nenhuma maneira de eu ter feito isso. E agora você pode e faz. Esse pensamento sozinho pode lhe trazer muita satisfação.


À medida que você reflete sobre suas muitas realizações menores, tenha em mente que, com o tempo, eles aparecerão. O renomado escritor Dave Ramsey disse certa vez: “Eu trabalhei 17 anos para me tornar um sucesso durante a noite.” Note que é natural fazer o que se faz bem, enquanto continuamente se esforça para tornar-se uma pessoa melhor. Ao longo do tempo, esses esforços e a experiência que engendram é o que dá às pessoas a confiança para buscar sua opinião e ouvir suas palavras.

 

Portanto, lembre-se: aproveite a jornada da vida, não somente o destino final onde se deseja chegar. Não importa o que alcançarmos, há sempre novas viagens para embarcar, para que possamos também nos acostumar a apreciá-las.


Fonte: SmartBrief

Deixe uma resposta

[index]
[index]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]