Como Agregar Valor Usando o Modelo Lean

Como Agregar Valor Usando o Modelo Lean

Geralmente, quando as pessoas pensam em organizações “lean”, o foco é quase sempre no custo: tentar fazer o máximo que puder com o mínimo de recurso possível. Mas outra forma de desperdício que impacta significativamente o cliente é o fator tempo. Quanto tempo demora para entregar um novo recurso – ou qualquer tipo de valor agregado – à sua base de clientes? Se você está criando um negócio no qual o valor principal é oferecer recursos rapidamente para seus clientes, então não faz sentido depositar maior ênfase na conveniência e aperfeiçoamento da experiência do cliente do que na redução de custos imediatos. Fazer o investimento no fluxo ideal de processo significa conquistar clientes mais satisfeitos e mais leais, porque você está constantemente oferecendo valor para eles – ou seja, transformando tempo em dinheiro.

Criar uma empresa “lean” (ou “enxuta”) com foco na entrega de valor para o cliente o mais rapidamente possível normalmente significa sacrificar o foco singular da conservação de recursos. Ou seja, você terá que gastar mais dinheiro com suas equipes para maximizar quão bem os processos fluem a fim de satisfazer o usuário final, porque você geralmente precisa de mais pessoas, equipes mais robustas e mais cruzamento de recursos para otimizar o fluxo.

Apesar dessa realidade, as empresas de vanguarda tendem a migrar mais para a eficiência de processos ao longo do tempo, porque isso é o que as permite construir um negócio a longo prazo mais sustentável e bem-sucedido. Isso muitas vezes significa contratar mais pessoas e remover recursos compartilhados entre as equipes, tanto quanto possível. Por exemplo, considere o cenário onde várias equipes compartilham um único designer gráfico. Se a demanda pelo tempo desse profissional faz com que as equipes tenham que aguardar várias fases de seus processos, então contratar um designer gráfico dedicado para cada equipe pode melhorar a eficiência do fluxo de todo o grupo. Em última análise, o modelo lean diz respeito à tomada de decisões de negócio, por exemplo, como essa.

Compreenda o modelo lean

Em “This Is Lean”, e mostrado o exemplo de uma mulher que encontra um caroço em seu seio e procura descobrir se tem câncer de mama. Uma opção, claro, é consultar um médico primeiro. Essa decisão geralmente desdobra-se em uma série de outras ações que incluem visitar vários hospitais, clínicas e especialistas para testes que podem levar a resultados inconclusivos. Todo o processo pode levar semanas ou meses antes de chegar a um diagnóstico.

Esse tipo de cenário revela a essência da eficiência de recursos. Embora neste exemplo as facilidades ocorram eficientemente em termos de utilização prudente dos recursos, essa mesma eficiência tende a aumentar a quantidade de trabalho que há para cada parte dos cuidados a executar. O resultado é um alargamento significativo do processo de ponta a ponta para o paciente e o quão rapidamente ele recebe o “valor”.

Se, por outro lado, a paciente for atendida em uma clínica de diagnóstico de câncer de mama onde todos os médicos, especialistas e equipamentos trabalham em conjunto como parte de um processo de fluxo verdadeiramente eficiente, essa mesma mulher poderia receber o diagnóstico em questão de horas. Isso porque o desejo do paciente para o diagnóstico e o tratamento são tomados em primeiro lugar, à frente de otimizar os vários recursos – isso é, finalmente, o “valor” que essa clínica vende para seus pacientes.

Como agregar valor

Mapeie as coisas para encontrar “valor”. Uma maneira fácil de descobrir se você tem oportunidades de melhorar a eficiência do fluxo em seus vários processos é fazer um mapeamento do fluxo de valor. Você pode fazer isso descrevendo as várias etapas de qualquer processo, incluindo as dependências entre equipes e recursos externos. Preste atenção a quem faz o trabalho em cada etapa e quanto tempo normalmente leva. Ainda mais importante, documente o tempo de espera necessário para transferências entre outras equipes antes do processo continuar até ser concluído.

Depois de ter todo o processo mapeado, analise cada etapa para determinar quanto trabalho realmente agrega valor ao cliente. Essa análise é fundamental. Você provavelmente irá se surpreender ao descobrir que muitas etapas em seus processos não acrescentam valor a partir da perspectiva do cliente. Essas áreas representam oportunidades de ouro para melhorar a eficiência do fluxo da sua empresa. Basta remover esses passos estranhos – parar de fazer o trabalho – e ver se alguém nota a diferença.

Examine seus objetivos e reflita sobre o equilíbrio ideal das estratégias de eficiência de recursos para a sua empresa a qualquer tempo. Você pode aplicar as mesmas ideias a partir do exemplo da paciente acima para qualquer negócio, uma vez que todos nós enfrentamos os mesmos processos.

Na maioria das organizações, a chave para compreender o conceito de lean business é reconhecer que ele realmente se resume a fazer as mudanças necessárias para ajudar a empresa a alcançar objetivos únicos. O que importa é a busca permanente de equilíbrio ideal em qualquer ponto no tempo, e sabendo o que realmente importa para o cliente.

Fonte: INC.com

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

[index]
[index]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]