24h

Todos os dias

Rua Tenerife, 31 - 4º Andar

Vila Olímpia - São Paulo

(11) 3044-0710 / 3847-8920

contato@cwosp.com.br

Comparar listagens

Como o SEO Evoluirá em 2015

Como o SEO Evoluirá em 2015

Para saber como definir uma estratégia de SEO (sigla para otimização para mecanismos de busca), primeiro é preciso saber em qual direção sopram os ventos da mudança. Uma boa dica para fazer isso é compartimentar diferentes tarefas e métodos para, em seguida, comparar e observar o que foi recomendado no passado versus o que é recomendado pelos motores de busca atualmente.

É sempre importante se certificar de que o SEO do seu site esteja evoluindo junto com os motores de busca – como o principal deles, o Google, mas não só – e constantemente pensar sobre essas mudanças ao criar sua estratégia. Em outras palavras, seus métodos de SEO devem ser fluídos, não estáticos.

Essas são as diretrizes principais da SEO para 2015, e Adam Heitzman esmiuça neste artigo o passado e o presente para efeito comparativo:

A mentalidade SEO

Passado: No passado, a meta era manter o foco nas palavras-chave e obter rankings nas páginas de busca. Pensar em como chegar lá não era tão importante quanto conseguir (e manter) o destaque na primeira página. 

Presente: Os profissionais de marketing devem se concentrar mais na reputação da marca, em como as pessoas se envolvem com essa marca, bem como na qualidade do produto/serviço. Manter o foco nisso deve melhorar seus rankings, aumentando compartilhamentos e links naturais em toda a web; ou seja, em última análise, o foco deve ser sobre a forma como a sua marca é vista em oposição à sua posição no ranking.

 

Palavras-chave

Passado: Esqueça a verticalização do passado, agora os profissionais de marketing devem se concentrar em uma palavra-chave principal. Eles devem pesquisar e encontrar uma palavra-chave que queriam rankear, e então se concentrar naquele termo sozinho.

Presente: Agora tudo o que o usuário digita no motor de busca importa (intenção x semântica). O foco passa a ser na intenção do uso de palavras-chave e pesquisas de cauda longa. Essa é a parte onde a semântica entra em jogo no SEO e a criatividade com consultas de pesquisa torna-se mais importante.

Abordagem de conteúdo

Passado: O conteúdo sempre foi escrito para os leitores, supostamente, mas isso não quer dizer que seja também o que os profissionais de marketing vinham fazendo. No passado, o foco era sobre o escrever um bom conteúdo para obter a melhor classificação em um resultado de busca – usando a quantidade adequada de palavras-chave. 

Presente: Graças ao algoritmo Panda, os profissionais de marketing aprenderam rapidamente que o conteúdo precisa ser escrito para os leitores em primeiro lugar, como sempre deveria ter sido, afinal. O conteúdo agora se concentra na relevância e engajamento da audiência.

Melhores práticas de Link Building

Passado: Assim como a questão do conteúdo comentada acima, os profissionais de marketing sabiam que o link building deveria seguir as regras de white hat, mas esse conselho foi amplamente ignorado. Tudo era uma questão de encaixar links relevantes em uma palavra-chave sempre que possível e em tantos sites quanto fosse possível. Quanto maior a variedade, melhor, por isso muitas vezes a estratégia incluía a inserção de links em diretórios e fóruns.

Presente: Os links atualmente precisam ser conquistados. Hoje em dia é mais importante construir relacionamentos e links de fontes relevantes e influentes. Isso não significa que os diretórios, fóruns e outras táticas de link building não sejam mais aceitas, mas apenas que os profissionais de marketing precisam ser muito mais seletivos.

Mídias sociais

Passado: As mídias sociais não alavancaram as marcas muito porque os sinais sociais não eram um fator de classificação para o Google e outros motores de busca. Como a mentalidade SEO era sobretudo baseada em rankings no passado, a mídia social não tinha muita utilidade para as marcas.

Presente:Hoje, a mídia social anda alinhada com SEO na maioria das empresas. Embora a mídia social não seja tecnicamente [ainda] um fator de classificação para o Google, as oportunidades para se conectar com a audiência e aumentar a visibilidade têm crescido imensamente. Jeff Bullas, especialista em marketing online, publicou um artigo onde afirma que 47% dos americanos tomam o Facebook como primeiro influenciador de compras. Isso, por si só, torna a mídia social uma prioridade para os profissionais de marketing atuais.

Fonte: INC.com

img

Laura Lopes

    Posts relacionados

    Estratégia de Marketing de Conteúdo Bem Sucedida em 5 passos

    Estratégia de Marketing de Conteúdo & Inbound Marketing A ideia por trás da expressão...

    Continue lendo
    por Laura Lopes

    Aprendendo a Lidar com o Perfeccionismo e a Perfeição

    Perfeccionismo e a busca da perfeição Você sabe o que quer dizer a palavra perfeccionismo?...

    Continue lendo
    por Laura Lopes

    Como identificar nossos 8 mecanismos de defesa mais comuns?

    Ser rejeitado de um emprego que você queria muito. Um ambiente social no qual você não se sente...

    Continue lendo
    por Laura Lopes

    Participe da discussão