24h

Todos os dias

Rua Tenerife, 31 - 4º Andar

Vila Olímpia - São Paulo

(11) 3044-0710 / 3847-8920

contato@cwosp.com.br

Comparar listagens

Como se fortalecer diante de feedbacks negativos?

Como se fortalecer diante de feedbacks negativos?

Alguma vez você cometeu um erro que poderia ter sido evitado se tivesse escutado alguém? Todos nós já fizemos isso. Mesmo as grandes corporações cometem tais erros de vez em quando.

Tome o caso do Facebook Home. Lançado em abril de 2013, o Facebook Home foi tido como um aplicativo que alteraria a “aparência” do telefone de um usuário. Especificamente, foi projetado como um aplicativo que transformaria a tela do celular padrão de um usuário em um invólucro do Facebook. A ideia era que os usuários pudessem interagir com o Facebook a qualquer momento sem precisar fazer login no aplicativo.

Infelizmente, os criadores do aplicativo não levaram em conta que os celulares Android fazem uso extensivo de pastas, widgets e outros componentes que a equipe de desenvolvimento do Facebook simplesmente ignorou. E oAlguma vez você cometeu um erro que poderia ter sido evitado se tivesse escutado alguém? Todos nós já fizemos isso. Mesmo as grandes corporações cometem tais erros de vez em quando.

E o que aconteceu aqui? Eles se concentraram no que funcionaria para dispositivos que executam iOS, não Android, porque as equipes usavam aparelhos iOS. A percepção foi desviada para uma única direção, o que significa que foram ignoradas as necessidades de muitos clientes.

 

Obter feedback nem sempre é divertido, mas é vital

 

O que poderia ter evitado a calamidade do Facebook Home? Duas coisas teriam feito toda a diferença. Primeiro, testes regulares em sistemas iOS e Android identificariam problemas. Em segundo lugar, o Facebook deveria ter coletado os comentários dos clientes à medida que eles desenvolviam o aplicativo.

No entanto, os seres humanos muitas vezes apresentam uma aversão inata às críticas. Não gostamos de estar errados, e mesmo que a crítica seja construtiva, podemos experimentá-la como um ataque pessoal. Na verdade, nosso medo da crítica pode nos levar a culpar as forças externas e outras pessoas pelos nossos erros. Em outras palavras, fazemos atribuições externas. Preferimos culpar a sorte, os erros de outras pessoas e circunstâncias além do nosso controle, em vez de assumir e enfrentar o fato de que, simplesmente, cometemos um erro, e é exclusivamente nosso.

Em alguns casos, as pessoas tornam-se tão fechadas para estímulos externos que não consideram mais a perspectiva de ninguém. Isso geralmente acontece com líderes que já alcançaram um certo grau de sucesso e por conta disso se tornam excessivamente auto-confiantes. Seu poder significa que eles podem desligar todos os demais, e demitir pessoas que não concordam com suas opiniões e decisões. Eles rejeitam os comentários de outras pessoas e se recusam a fazer críticas colaborativas junto aos demais membros da equipe. Esta armadilha é chamada de Hubris Trap. E pode ser o maior e mais perigoso obstáculo para uma liderança eficaz.

O preço de se evitar a crítica


Alguém que evita a crítica porque quer manter sua auto-imagem como alguém que corre o risco de reduzir o crescimento pessoal e profissional. Quando negamos a responsabilidade pessoal e, em vez disso, culpamos os fatores externos por nossas falhas, estamos nos liberando. Se você não acredita que seu sucesso esteja dentro de suas próprias mãos, você não estará tão inclinado a colocar o esforço necessário para tornar seus projetos bem-sucedidos.

Se você não reconhece críticas ou comentários, seu produto ou serviço corre o risco de falhar. Mesmo que o produto seja de alta qualidade, nunca será rentável se ninguém quiser comprá-lo. É possível passar meses ou anos desenvolvendo um novo produto, apenas para vê-lo falhar porque não tem audiência. As consequências podem ser desastrosas, especialmente se você não for uma marca consolidada como, digamos, é o caso do Facebook do nosso exemplo acima. Em resumo, a empresa acabou consumindo muito tempo e dinheiro em algo que deu errado, mas que ainda assim poderia ter sido evitado.

Saiba lidar com as críticas


Pessoas verdadeiramente bem sucedidas sabem como aceitar críticas sem tomá-las como um ataque pessoal. Sua autoconfiança significa que eles estão confortáveis ao avaliar os comentários dos outros e decidir se devem – ou não – agir. Eles fazem isso sem cair na armadilha de assumir que uma única experiência ou falha negativa significa que eles próprios estão além da redenção.


Acostume-se a antecipar um feedback negativo

Sempre haverá alguém que não vai gostar do seu trabalho ou da sua abordagem. Isso é um fato. Portanto, quanto antes você puder se acostumar com a ideia de que todos são submetidos a críticas e que é possível ser criticado e manter sua auto-estima intacta ao mesmo tempo, mais feliz você será. Está tudo bem falhar, faz parte! Dê a si mesmo a permissão de errar de vez em quando.

Manter seu ego em paz é difícil, no entanto, manter um olhar objetivo sobre uma crítica ou feedback será benéfico a longo prazo. Afinal, como você saberá por onde começar a melhorar você mesmo ou o seu trabalho de outra forma? Se você pensar a respeito, a crítica é útil porque lhe dá pontos acionáveis. Por exemplo, “Você fez tão bem!” é menos útil que “Sua apresentação foi boa, mas o seu tom de fala foi um pouco alto demais”.

 

Procure receber feedbacks rapidamente

Você deve tentar obter feedback sobre seu trabalho e ideias o mais rápido possível. Quanto mais cedo você receber um feedback, mais cedo você pode acertar as coisas no compasso. A equipe do Facebook Home recebeu comentários, mas somente após o lançamento do produto. Mas aí já era muito tarde. Basta pensar em quanto dinheiro, tempo e constrangimento poderiam ter sido economizados se eles tivessem pedido ao público que testassem o produto antes de iniciar o desenvolvimento.

Não há uma só pessoa bem-sucedida no mundo que não tenha recebido uma crítica em algum momento da vida. Se você se comprometer com um projeto ou empreendimento comercial, precisará estar preparado para receber feedback negativo. No entanto, enquanto você souber como aceitá-lo, a crítica não precisa tomar conta de você. Na verdade, pode ser o melhor presente que você já obteve! Apenas pense nisso.

Fonte: Lifehack.org

img

Laura Lopes

    Posts relacionados

    Aprendendo a Lidar com o Perfeccionismo

    Você sabe o que quer dizer a palavra perfeccionismo? Existem pessoas que possuem uma enorme...

    Continue lendo
    por Laura Lopes

    Como identificar nossos 8 mecanismos de defesa mais comuns?

    Ser rejeitado de um emprego que você queria muito. Um ambiente social no qual você não se sente...

    Continue lendo
    por Laura Lopes

    15 dicas sobre como se manter motivado para realizar seus sonhos

    É fácil cair no hábito da procrastinação ou se distrair com assuntos triviais e sem...

    Continue lendo
    por Laura Lopes