24h

Todos os dias

Rua Tenerife, 31 - 4º Andar

Vila Olímpia - São Paulo

(11) 3044-0710 / 3847-8920

contato@cwosp.com.br

Comparar listagens

Criatividade não é um Dom, é Trabalho Duro

Criatividade não é um Dom, é Trabalho Duro

Criatividade não cai do céu, vem do trabalho

As pessoas gostam de pensar a criatividade como uma lâmpada que de repente acende uma nova ideia ou insight na cabeça. Enquanto muitos dos grandes avanços vieram desses momentos – “Eureka!” – a criatividade no marketing e no mundo dos negócios é um trabalho árduo.

E, com um pouco de disciplina e muita dedicação, muita gente pode ativar sua própria criatividade. Ou seja, ela não é privilégio de alguns poucos, como se poderia imaginar.

McKinsey

“Observo isso na maior parte das vezes quando as empresas pensam em como se conectar com seus clientes. Você pode obter grandes quantidades de dados e fazer excelentes análises para entender como funciona o processo de decisão de seus clientes, no intuito de identificar oportunidades reais. Mas logo chega-se ao ponto de ter que transformar essa visão em uma ideia prática e viável”, defende David Edelman, líder de estratégia de marketing digital da McKinsey.

Dicas de ações

David oferece algumas dicas para chegar a ideias interessantes:

Faça vídeos

Quando fizer sua pesquisa, especialmente se for qualitativa, filme algumas das pessoas com quem for conversar. Extraia citações. Deixe que falem sobre o que é importante para elas e o que não é.

Procure descobrir onde é que se sentem frustradas. Toque no lado emocional.

Geralmente as melhores ideias se conectam com o lado emocional das pessoas, e normalmente dados frios não expõem esse lado, mas os vídeos sim.

Pense em personas

Criar personas nas quais se concentrar é algo extremamente valioso, pois fornece um personagem sobre quem falar a respeito com um pouco mais de substância por trás.

Observe o seu redor

Se olhar ao redor – não apenas para ficar de olho nos concorrentes, mas em empresas e pessoas de áreas completamente diferentes – possivelmente se descortinarão dezenas de grandes ideias de outras coisas interessantes que estão acontecendo no espaço digital (ou mesmo fora dele).

Coloque essas ideias em um quadro ao seu redor no escritório ou em seu espaço de trabalho. Este é um bom exercício para estimular novas ideias.

Divida sua equipe

Crie diferentes grupos, cada um dos quais focados em personas específicas. Depois volte atrás e diga “okay, dado o que vemos agora em termos de jornada do consumidor online até decisão de compra, quais são as coisas que devemos mudar”?

Divida as ideias

Quando começamos a criar uma lista mais ampla de ideias, precisamos também aprender a dividi-las, ou descartar as que não forem boas. Uma forma muito simples de triagem é criar uma matriz bidimensional, sendo uma dimensão representada pela viabilidade e a outra, pelo impacto causado por cada ideia.

Faça um trabalho braçal adicional

Muitas vezes, quando começamos a avaliar as ideias, precisamos de mais números e compreender a escala, ou fazer algumas análises para estabelecer o custo potencial da viabilidade de um projeto.

Saia do escritório

Explore o ambiente onde as pessoas estão e as observe. Esta é uma forma muito importante de estabelecer empatia real com seus clientes. E faz uma enorme diferença em termos de desenvolvimento de um compromisso para resolver seus reais problemas também.

David Edelman conta que um dia estava com uma equipe do cliente, um grupo de executivos da área de marketing, na tentativa de descobrir como os dispositivos móveis poderiam mudar a experiência de compra na loja física.

Eles então saíram da loja para observar o comportamento das pessoas enquanto faziam compras. Os executivos viram como alguns consumidores tiravam fotos de objetos e as compartilhavam com outras pessoas para pedir opiniões de amigos e familiares.

Experiência de campo

Os executivos observaram também as pessoas olhando preços e procurando mais informações. E então eles também entraram em algumas dessas lojas para entender a experiência de compra; por exemplo, como era feita a sinalização e explicação sobre os produtos, se as pessoas que estavam trabalhando na loja sabiam o suficiente para serem realmente úteis em ajudá-los nas compras, onde a mobilidade poderia realmente ajudar.

Alguns deles chegaram até mesmo a fazer perguntas aos compradores sobre suas experiências.

Esta “experiência de campo” foi incrivelmente útil para a equipe executiva. Não só para estimular ideias, como também os levou a compreender exatamente o que significava ser um cliente ao longo de sua jornada de decisão.

Pode soar estranho para algumas pessoas, mas agir metodicamente no que se refere à criatividade é uma ótima maneira de se manter criativo.
Fonte: LinkedIn Articles
Imagem: EuroMagic, Flickr

 

img

Laura Lopes

    Posts relacionados

    15 dicas sobre como se manter motivado para realizar seus sonhos

    É fácil cair no hábito da procrastinação ou se distrair com assuntos triviais e sem...

    Continue lendo
    por Laura Lopes

    Como levar o dia-a-dia de uma forma mais positiva

    A pressa diária e os desafios que a vida apresenta pode tornar o dia de qualquer...

    Continue lendo
    por Nucleo P - Soluções Digitais

    Como programar a mente para eliminar os maus hábitos

    Maus hábitos tornaram-se tão arraigados no comportamento cotidiano das pessoas que, no final do...

    Continue lendo
    por Laura Lopes

    Participe da discussão