Nick d’Aloisio um jovem empreendedor de sucesso

Nick d’Aloisio um jovem empreendedor de sucesso

Quem se lembra de Nick de Aloisio, o jovem garoto-prodígio que, com apenas 17 anos, tornou-se milionário ao vender um aplicativo de sumarização de textos para o Yahoo! no início do ano?  Nick perdeu as contas de quantas vezes foi questionado sobre qual teria sido o valor da venda de seu aplicativo Summly para o Yahoo! (a imprensa na época divulgou que teria sido algo em torno de US$ 30 milhões). Mas o jovem empresário britânico – que completou 18 anos no mês passado – obviamente passou por um treinamento de mídia para falar a respeito: ele educadamente recusou-se a responder a pergunta e mudou o tom da conversa para sua “grande oportunidade” no Yahoo!, onde ocupa atualmente a posição de gerente de produto, e não mediu elogios ao fazer uma avaliação entusiástica do foco dado à empresa a iniciativas envolvendo mobilidade e relevância de conteúdo.

Nick de Aloisio é o queridinho da cena empresarial jovem da Europa, e mostra que ainda tem fôlego para novos negócios. Questionado sobre o aplicativo de sua geração que faz muito sucesso por lá, o Snapchat, ele dispara: “muitos dos meus amigos usam o Snapchat, eu uso o Snapchat”, disse. “Amanhã você só irá se lembrar de 5% da nossa conversa. Nas mídias sociais, tudo é permanente, mas a permanência não é algo natural para os seres humanos. O Snapchat, nesse sentido, é o primeiro aplicativo a remontar as origens da comunicação humana. Com a transitoriedade das coisas e conteúdo se perdendo a todo instante, parece haver algo natural de natural nele”.

Nick de Aloisio é definitivamente um modelo da sua geração e a história da criação do Summ.ly é um emblema disso. Ao estudar para os exames no colégio aos 15 anos, ele se irritava com a necessidade de clicar em cada link em uma página de resultados de busca para encontrar a informação que desejava. Foi então que decidiu criar um algoritmo capaz de resumir automaticamente cada página. Eureka! Nascia então o Summ.ly. Para sua próxima empreitada – seu “objetivo a longo prazo” – ele está interessado em solucionar o mesmo problema da falta de atenção no mundo da educação online. Você pensou que os “Courseras” e “Udacitys” da vida eram incrivelmente disruptivos? Pois d’Aloisio já está pensando muito além deles.

Nas palavras do jovem empreendedor: “Eu amo a ideia da auto-aprendizagem, de aprendermos sozinhos com todo o material disponível online na Internet. O problema é a experiência do usuário. Passar 9 horas sentado vendo um vídeo para aprender um conceito é algo absolutamente tedioso. Mas, e se eu quiser aprender algo localizado na hora 7 do tempo do vídeo? Como podemos aprender algo complexo imediatamente? É isso que desejo descobrir”, disse o menino-prodígio.

Como conseguir mais Nicks, mais jovens com sede de abrir uma segunda startup aos 18 anos? “É uma questão de educação”, opina ele. “É ótimo que as escolas estejam começando a ensinar código, mas o empreendedorismo não se trata apenas de aplicativos e sites. Muitos empreendedores não são técnicos. A coisa mais importante é incutir o direcionamento”. Ele certamente tem muito para compartilhar.
Fonte: LinkedIn
Foto: WPA Pool/Getty Images

Deixe uma resposta