24h

Todos os dias

Rua Tenerife, 31 - 4º Andar

Vila Olímpia - São Paulo

(11) 3044-0710 / 3847-8920

contato@cwosp.com.br

Comparar listagens

Cresça ou Morra a Qualquer Custo não Vale a Pena

Cresça ou Morra a Qualquer Custo não Vale a Pena

Patrick Lencioni

Cresça a empresa ou morra

Aquele velho axioma empresarial “cresça ou morra” pode se aplicar a certos aspectos do desenvolvimento humano ou do mundo natural, mas é bom ter muito cuidado ao aplicá-lo ao seu negócio. A verdade é que essa afirmação, cresça a empresa ou morra, pode ser – e muitas vezes é – devastadora.

Muitos executivos que conheci ao longo dos anos tem a mentalidade de um fisiculturista; eles passaram a aceitar a ideia de que o crescimento é sinônimo de sucesso. Então, tomam os negócios como algo equivalente a esteróides, elevando ao nível máximo coisas como táticas excessivamente agressivas de vendas, aumentos injustificados de preços, descontos auto-destrutivos, fusões e aquisições desnecessárias, ou até mesmo um IPO mal considerado. Essas ações vêm com sua própria lista de terríveis efeitos colaterais: clientes alienados, funcionários queimados e executivos desiludidos que ficam perguntando um ao outro, “lembre-me novamente, por que pensamos que precisávamos crescer?”.

Evite o discurso do fisiculturista e procure pensar mais como um agricultor. Seu foco deve ser a criação de um ambiente onde o crescimento pode ocorrer e, em seguida, deixar a natureza seguir seu curso. Se isso soa um tanto fraco ou passivo, considere que a abordagem do agricultor para o crescimento tenha mais sabedoria, humildade e contenção do que a do fisiculturista, e que as recompensas são muito mais atraentes – e confiáveis.

Patrick Lencioni: Agricultor ou fisiculturista?

Em sua essência, todo o crescimento sustentável depende de mais clientes desejando mais do que a sua empresa oferece. Quaisquer outros recursos – truques de preços, esforços heróicos de marketing, aquisições forçadas – são, em última análise, destrutivos. Além de focar nas necessidades do cliente, você deve também trabalhar para criar a organização mais saudável possível, livre da política e da confusão que tantas vezes sufocam o trabalho em equipe e a inovação. Mantenha as linhas de comunicação abertas para manter os funcionários engajados e comprometidos. E certifique-se que sua equipe esteja continuamente ciente da importância de que tudo o que a empresa faz se ​​conecta com as necessidades dos clientes.

Há muitas maneiras de se comunicar com os empregados. O melhor exemplo que posso pensar vem de Hayes Drumwright, CEO da Trace3, empresa de tecnologia com sede em Denver, nos EUA. Ele publica um livro por ano delineando seus pensamentos e a visão da empresa. Se você não tem tempo para isso, manter reuniões trimestrais com sua equipe de liderança é uma ótima maneira de resolver quaisquer disfunções comportamentais que possam ocorrer.

Patrick Lencioni : Crescimento natural

Quando fazemos esse tipo de coisas, o crescimento ocorrerá naturalmente – mas somente se estiver destinado a ser. Algumas empresas simplesmente não estão destinadas a ser maiores do que são. Elas fornecem produtos e serviços que satisfazem os clientes de uma forma que paga as contas, produz lucros razoáveis​​, e permite manter as pessoas empregadas e satisfeitas. E não há absolutamente nada de errado nisso.

Sim, algumas empresas são essencialmente forçadas a crescer por todos os meios necessários, seja porque os investidores impacientes estão exigindo um retorno imediato, ou porque a consolidação da ruptura de mercado os força a escalar ou serem engolidas por outras. Seja grato por não estar em uma dessas empresas (e se estiver, você merece simpatia, não inveja), porque elas são tudo, menos modelos a serem seguidos.

Quando as pessoas pensam sobre CEOs famosos, as probabilidades são boas de que um fisiculturista venha à mente. Mas, para mim, os melhores CEOs são, pela natureza da forma como operam, quase sempre desconhecidos. Eles são geralmente agricultores, pessoas comandando empresas de pequeno e médio porte exatamente como elas devem ser executadas, as escala apenas no ritmo certo.

Isso é um crescimento saudável, sustentável e digno de admiração.

Fonte: INC.com

img

Laura Lopes

    Posts relacionados

    15 dicas sobre como se manter motivado para realizar seus sonhos

    É fácil cair no hábito da procrastinação ou se distrair com assuntos triviais e sem...

    Continue lendo
    por Laura Lopes

    Como levar o dia-a-dia de uma forma mais positiva

    A pressa diária e os desafios que a vida apresenta pode tornar o dia de qualquer...

    Continue lendo
    por Nucleo P - Soluções Digitais

    Como programar a mente para eliminar os maus hábitos

    Maus hábitos tornaram-se tão arraigados no comportamento cotidiano das pessoas que, no final do...

    Continue lendo
    por Laura Lopes

    2 thoughts on “Cresça ou Morra a Qualquer Custo não Vale a Pena”

    • Coworkings, Coworking SP: vantagem para startup estrangeira | CWOSP

      10 de janeiro de 2018 a 11:07

      […] ponto que sempre preocupa os empreendedores de uma startup que estão iniciando o seu negócio é o investimento que deverá ser realizado para garantir um bom local de […]

      Responda
    • Coworking ou escritório próprio para uma startup | Coworking Offices

      10 de janeiro de 2018 a 11:16

      […] startup que está no processo de se estabelecer no mercado pensa, inicialmente, na sede física do seu negócio. O mesmo pode-se […]

      Responda

    Participe da discussão