24h

Todos os dias

Rua Tenerife, 31 - 4º Andar

Vila Olímpia - São Paulo

(11) 3044-0710 / 3847-8920

contato@cwosp.com.br

Comparar listagens

15 Sinais De Que Você Ama O Que Faz

15 Sinais De Que Você Ama O Que Faz

Paixão e propósito – em resumo, fazer o que se ama – pode ser algo difícil de encontrar. Algumas pessoas procuram esse sentido para sempre em suas vidas. Algumas ganham habilidades e talentos notáveis ​​só de pensar. Mas, por que não se sentem bem sucedidas? Outras, mesmo depois de construir empresas de sucesso, de repente, param para pensar no assunto. E isso não acontece só com você.

Embora todos nós desejássemos ser mais felizes no trabalho, às vezes é fácil trocar a satisfação pela irritação. Em função disso, Jeff Haden perguntou a Dharmesh Shah, co-fundador da HubSpot e uma pessoa que passou uma enorme quantidade de tempo pensando em fazer o que ama para criar uma empresa também amada por seus empregados, como ele sabe que ama seu trabalho. Embora alguns resultados abaixo possam não ser verdade o tempo todo, quando você ama o que faz, a maioria é o caso em grande parte do tempo, pode apostar:

1. Você não luta para se manter disciplinado; você luta para priorizar.
Seu problema definitivamente não é ficar ocupado na tarefa a qual se propõe. Conseguir fazer as coisas não é um problema. Seu problema é que você tem tantas coisas que quer fazer, que luta para decidir o que fazer primeiro.

2. Você pensa: “espero conseguir…” em vez de “espero não ter que…”; quando se ama o que se faz, o trabalho é como descascar uma cebola. Há sempre mais camadas para descobrir e explorar. Agora quando odiamos o trabalho, também é como descascar uma cebola – mas tudo o que você encontra são lágrimas.

3. Você não fala sobre outras pessoas; você fala sobre as coisas legais que as outras pessoas estão fazendo. “Ouvi dizer que Chad acaba de investir em uma startup. No que ele está trabalhando?”; “Não posso acreditar que Angie reconstruiu seu negócio, adoraria saber como ela fez isso”; “Cecilia desenvolveu um novo canal de vendas. Vamos perguntar-lhe como podemos aproveitar isso também”.

Em suma, quando você ama seu trabalho, não fofoca sobre as falhas pessoais dos outros. Você fala sobre seus sucessos, porque você está feliz por eles (que também é um sinal de que está feliz consigo mesmo).

4. Você pensa sobre O QUE você vai dizer, não COMO você vai dizer. Você não tem que se preocupar com agendas, políticas ou maquinações sutis. Você confia em seus membros de equipe – e eles confiam em você.

5. Você vê seus clientes internos e externos não como pessoas a quem deve satisfazer, mas simplesmente como pessoas. Você não vê os clientes como números. Eles são pessoas reais com necessidades reais. E você ganha um senso real de realização e propósito de cuidar dessas necessidades.

6. Você desfruta do seu tempo no trabalho. Você não tem que empregar seu tempo no trabalho e, em seguida, “fugir para a vida” para ser feliz. Você aproveita a vida e aprecia o trabalho. Se sente vivo e alegre não apenas em casa, mas também no trabalho. Quando amamos o trabalho, ele é uma parte das nossas vidas.

7. Você gosta de participar de reuniões. Sim, gosta mesmo de reuniões. E por quê? Porque você gosta de estar no centro de discussões que levam a decisões, iniciativas e mudanças – mudanças que você pode ajudar a fazer acontecer.

8. Você não pensa em sobreviver. Você pensa em vencer. Você não se preocupa muito com a falha nos negócios. Você está mais preocupado que a sua empresa não atinja seu potencial. E você se preocupa se está criando um impacto tão grande quanto possível. Essas são boas preocupações.

9. Você está animado sobre o que faz, mas está ainda mais animado com as pessoas com as quais trabalha. Por quê? Elas são espertas. Apaixonadas. Confiantes. Engraçadas. Dedicadas. Inspiradoras.

10. Você quase nunca olha para o relógio. Você está muito ocupado fazendo as coisas acontecerem. E quando você olha para o relógio, muitas vezes acha que o tempo voou – em contrapartida com o famoso “como o tempo demora para passar”.

11. Você vê o sucesso também em termos de satisfação e gratificação, e não apenas dinheiro. Todo mundo quer construir algo maior. Todo mundo quer se beneficiar financeiramente. No entanto, em algum lugar ao longo do caminho, seu trabalho passou a significar muito mais para você do que apenas sobreviver. E, se você deixou seu negócio para algo que paga mais, vai sentir muita falta. Muita.

12. Você sai do trabalho animado com os itens da lista de afazeres do dia seguinte. Muitas pessoas concluem as tarefas divertidas em suas listas de afazeres dentro da primeira hora ou segunda hora do dia. E muitas vezes você sobram coisas legais – como novas iniciativas, projetos paralelos, ideias que deseja confirmar com dados, pessoas com quem deseja falar – quando chega a hora de ir para casa.

13. Você ajuda sem pensar. Você gosta de ver seus funcionários obterem sucesso, por isso é um prazer ajudá-los. Você os aconselha automaticamente. E eles fazem o mesmo por você.

14. Você não pensa em aposentadoria, porque aposentadoria soa chato... e muito menos gratificante do que o trabalho.

15. Seu negócio é um tipo de negócio em que você gostaria de ver filhos trabalhando. Pode haver aspectos desagradáveis que você não desejaria para seu pior inimigo, e muito menos para seus filhos: clientes insuportáveis, colaboradores difíceis de lidar, condições de trabalho precárias, perspectivas incertas a longo prazo. Se você pudesse dizer a seu filho: “não, eu nunca quero que você tenha que lidar com isso”, por que você se permite continuar lidando com isso? Naturalmente, você quer que seus filhos sejam felizes. E você também merece ser feliz. Liste os problemas e, em seguida, os corrija.

Resultado:

Agora, com base nas afirmações acima, quantas se aplicam a você e à sua empresa?

0-4: Você precisa encontrar uma linha de trabalho. A vida é muito curta.

5-8: Você não odeia seu trabalho, mas não o ama tanto. O que você pode fazer de diferente?

9-12: Você realmente gosta do seu trabalho e as pessoas com quem trabalha.

13-15: Você está profundamente, loucamente apaixonado(a) por seu trabalho! (E seus amigos estão com inveja!)

Fonte: INC.com

img

Laura Lopes

    Posts relacionados

    Como levar o dia-a-dia de uma forma mais positiva

    A pressa diária e os desafios que a vida apresenta pode tornar o dia de qualquer...

    Continue lendo
    por Nucleo P - Soluções Digitais

    Como programar a mente para eliminar os maus hábitos

    Maus hábitos tornaram-se tão arraigados no comportamento cotidiano das pessoas que, no final do...

    Continue lendo
    por Laura Lopes

    Como tornar-se mais criativo exercitando o cérebro 10 minutos por dia

    Por Brian Lee Eu tinha cerca de 6 anos de idade na época, e desenhei uma foto sobre mim e meus...

    Continue lendo
    por Laura Lopes

    Participe da discussão