Como Tirar o Melhor Proveito do LinkedIn

Como Tirar o Melhor Proveito do LinkedIn

Linkedin: use melhor

Em uma pesquisa divulgada no mês de setembro de 2013 pela revista Você S/A, foi perguntado a 262 profissionais de RH como são utilizadas as ferramentas online nos processos de seleção. Disparado na frente, está o LinkedIn, com 68,5% da preferência dos recrutadores.

Do lado dos profissionais, 259 – dos quais 78% empregados – o LinkedIn é o campeão de popularidade, com 69,1%, atrás apenas do Facebook, com 53,3%. Usado da forma correta, portanto, o LinkedIn é uma ferramenta poderosa para se conectar a prospects e promover negócios.

Dada sua enorme importância, separamos algumas dicas básicas para tirar o melhor proveito do LinkedIn:

Afilie-se a Grupos

O LinkedIn possui centenas de diferentes grupos, que por sua vez levam a novas possibilidades de interações e relacionamentos na rede.

Se você, por exemplo, trabalha com administração e costuma palestrar ou oferecer treinamentos na área, poderá se valer de grupos associados à este ecossistema (como negócios, por exemplo) para divulgar palestras de interesse.

De quebra, ainda poderá fazer novas conexões pertinentes ao seu universo corporativo, direta ou indiretamente (e a ideia dos grupos é essa mesma!). Também experimente publicar uma vaga de trabalho, ou até mesmo oferecer seus serviços via grupos.

Recomendações: Menos é mais

Ao invés de vibrar com toda e qualquer recomendação feita por seus colegadas no LinkedIn, procure pensar se elas são relevantes o suficiente ou se o beneficiam na sua área de atuação.

O que está em jogo aqui é a relação direta com aquilo que você faz ou gostaria de fazer.

Quando alguém vê o seu perfil, se tudo é importante, então nada é importante. Quem visita seu perfil deseja saber o quão “especialista” você é naquilo que faz (afinal, estamos falando de uma rede social corporativa). Portanto, lembre-se: aqui, menos é mais.

Credibilidade e reputação

As recomendações são essenciais também para criar uma reputação positiva: afinal, o que dizemos a nosso próprio respeito geralmente não pesa tanto quanto aquilo que os outros dizem a respeito de nós.

Sendo uma rede social corporativa, o LinkedIn possibilita muitos contatos de negócios. Mas é improvável fazer novos negócios sem que haja credibilidade para tal.

Nesse sentido, estima-se que de 15 a 20 recomendações representem um número revelante para construir a credibilidade em torno de um novo contato na rede.

Procure, então, recomendar pessoas com quem você já trabalhou, e em retribuição peça que o outro lado lhe recomende também.

Conecte-se com um propósito

Pense no LinkedIn como uma grande conferência online mundial que você pode participar a todo momento em que acessar o site.

Porém, assim como em uma conferência, seus objetivos de contato e networking têm um propósito, geralmente associado ao seu trabalho ou negócios.

Sendo assim, criar uma rede de conexões aleatória não é exatamente uma boa estratégia para uma rede social corporativa.

Uma estratégia efetiva para o LinkedIn é buscar conexões que estejam associadas a seus objetivos profissionais a curto, médio e longo prazo.

Ou, dito de outra forma, a qualidade das suas interações aqui importam, e muito. Esteja atento a elas.

Antes de tudo, agregue valor

Acumular contatos no LinkedIn – assim como na vida real – não é indicativo de sucesso se não houver qualidade nas interações.

Não é porque alguém te adicionou ou aceitou seu convite na rede que a pessoa está necessariamente interessada no que você tem a dizer.

Para ser interessante, você precisa despertar o interesse das pessoas.

Por isso procure pensar sempre no tipo de conteúdo ou informação que você tem para oferecer, e naquilo que deseja compartilhar, do que apenas aquilo que interessaria exclusivamente a você quando conectado na rede.

Deixe uma resposta

[index]
[index]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]