5 Maneiras de se conectar digitalmente com clientes

5 Maneiras de se conectar digitalmente com clientes

Se conectar digitalmente com clientes é uma necessidade.

As principais marcas sabem que executar um negócio bem sucedido é mais do que vender e lucrar: o sucesso a longo prazo é definido pela capacidade de uma marca de formar uma conexão duradoura com seus clientes. Além disso, os clientes estão cada vez mais procurando humanizar as marcas com as quais fazem negócios.

Embora blogs, newsletters e mídias sociais tradicionais tenham sido ferramentas confiáveis para se conectar com clientes no passado, a prevalência e a popularidade dessas táticas significam que os “brand leaders” precisam pensar um passo à frente se quiserem continuar criando experiências únicas e pessoais para seus clientes.

Procurando alguma inspiração para se conectar digitalmente com clientes online?

Conheça 5 maneiras inovadoras de se conectar digitalmente com seus clientes:

1. Crie um senso de comunidade através de experiências compartilhadas

As marcas podem aprofundar o engajamento unindo seus clientes em experiências compartilhadas. Uma maneira de fazer isso é através de um microsite bem construído. Um microsite é um site auxiliar com um endereço web independente que é acessado através de um site principal maior.

Um exemplo brilhante de um microsite bem sucedido é o “Year in Music”, do Spotify.

A empresa agrega as preferências musicais dos usuários, reunidos em seu site principal, em pontos de dados consumíveis, e usa o microsite para criar um relatório anual sobre músicas, listas de reprodução e muito mais. No ano passado, a empresa complementou sua estratégia digital com uma campanha publicitária no Reino Unido, destacando os dados mais interessantes (e embaraçosos).

O resultado?

Não só a empresa obteve um grande impulso digital no final do ano, mas os clientes conseguiram se conectar digitalmente tanto com a marca Spotify quanto com os outros ouvintes, que estavam vinculados a interesses compartilhados.

Enquanto criar um microsite envolve algum design e desenvolvimento web adicionais, a habilidade para criar maior engajamento de marca e conteúdo mais focado faz com que seja um investimento válido.

2. Use a gamificação de forma estratégica

No cenário digital de hoje, ganhar e manter a atenção do cliente pode ser um desafio.

Valer-se da gamificação não só aumenta a retenção e a atenção, como cria experiências personalizadas onde os consumidores menos esperam.

Rastreadores de metas, falhas visuais, cartões de fidelidade e barras de progresso são apenas alguns exemplos de ferramentas que incorporam elementos típicos de um jogo e permitem que as marcas personalizem as experiências dos usuários.

Um exemplo bem sucedido de Gamification é o Duolingo, um aplicativo educacional onde os usuários aprendem novos idiomas gratuitamente.

O aplicativo ajuda os alunos a melhorar seus conhecimentos, aumentando o vocabulário básico, gramática, frases, verbos e mais através de perguntas e respostas.

Os alunos podem pre-definir objetivos diários e acompanhar a conclusão da lição sob a forma de um gráfico pictórico.

A Gamificação já está sendo praticada em todas as indústrias:

  • de aplicativos bancários que ajudam os usuários a rastrear pontuações de crédito,
  • ao rastreador de pizza da rede Domino’s, um passo a passo do processo de criação e entrega de pizza.

“Gamification” é um método comprovado de se conectar digitalmente com clientes, construir antecipação e fidelidade de marca com os clientes.

3. Use a localização para agregar contexto

Com a tecnologia móvel de hoje, é possível não só saber quem são seus clientes, mas exatamente onde eles estão. As configurações de “localização” em telefones celulares estão sendo usadas para oferecer experiências personalizadas e responsivas com base no contexto físico de um determinado cliente. A chave para o sucesso é apontar para o engajamento construtivo, e não para insights assustadores.

A localização pode fornecer informações importantes sobre os clientes, como onde vivem e trabalham.

Por exemplo, essa informação seria útil para uma agência de seguros, que pode desejar lançar uma campanha promovendo a cobertura de inundações e furacões para um público específico.

Na indústria de alimentos, a Whole Foods lançou recentemente uma campanha de geolocalização nos Estados Unidos .

Geo referências foram colocadas em vários locais da loja, entregando anúncios segmentados e ofertas especiais para os consumidores que se encontravam dentro dos limites especificados pela campanha.

A segmentação por geolocalização pode ajudar as marcas a se conectar digitalmente com os clientes, atingindo o público-alvo com sucesso.

Ao fornecer contexto na forma de tempo e localização, os anunciantes podem personalizar campanhas em nível granular.

4. Incorpore a “escuta social”

A conversa digital está acontecendo ao nosso redor, o tempo todo.

No entanto, muitas marcas não fazem ideia de como se conectar digitalmente com clientes em muitas dessas conversas.

Mesmo que as marcas tenham uma equipe dedicada de mídia social, atribuir uma pessoa, ou mesmo várias pessoas, para colher informações significativas da evolução das conversas digitais pode ser difícil.

A escuta digital precisa ser pessoal e granular. A melhor maneira de fazer isso é através de uma ferramenta de “escuta” social.

Ferramentas de escuta social selecionam frases, palavras, marcas e hashtags específicos em conversas sociais.

É mais do que assistir a menções e comentários sobre perfis sociais de marcas, uma vez que a audição social se expande para além do público conhecido de uma marca.

Arby’s

Um exemplo de escuta social bem sucedida vem da gigante de fast food Arby’s.

A empresa observou comentários através de mídias sociais sobre carnes diferentes de roast beef (uma das mais populares nos EUA).

Os comentários dos clientes indicam interesses em uma variedade de carnes, preparação de cortes e sabores.

Este valioso feedback foi usado para lançar o cartaz da campanha “Meat Mountain”, mostrando roast beef emparelhada com uma variedade de outras carnes.

Assim, vemos o nascimento do novo sanduíche de carne da Arby; uma verdadeira criação dos clientes.

A chave para a escuta social é buscar tendências de conversação e, em seguida, incorporar feedback relevante sobre novas estratégias de marca.

5. Se conectar digitalmente com clientes por vídeos ao vivo

O marketing do vídeo ao vivo é uma tendência em rápido crescimento na comunidade de marketing online.

O “vídeo ao vivo” (mais conhecido como live streaming) é particularmente atraente. Permite aos espectadores experimentar algo de forma indireta e imediata e abre a porta para receber feedback ao vivo, como perguntas e comentários atribuídos pelo usuário.

O vídeo ao vivo pode ser usado para perguntas e respostas, reuniões e cumprimentos, lançamentos de novos produtos, eventos “behind the scene” e muito mais.

Um dos exemplos de eventos de vídeo ao vivo mais notáveis do último ano vem do Buzzfeed.

O Buzzfeed usou video ao vivo para mostrar duas pessoas colocando elásticos de borracha em uma melancia.

O objetivo era ver quantos elásticos explodiriam a melancia.

O vídeo se desdobrou ao longo de 45 minutos, e apesar de sua premissa ridícula, acabou atraindo mais de 807 mil espectadores no auge da popularidade.

Como? Buzzfeed criou suspense e despertou a curiosidade dos telespectadores, e subsequentemente continuou aumentando a tensão ao longo do vídeo.

Enquanto a explosão da fruta pode não ser a primeira estratégia de vídeo que vem à mente, as marcas devem ter em mente o recurso do vídeo ao vivo e pensar em quais maneiras podem ser usadas para expandir suas conexões com os clientes.

Fonte: CustomerThink

3 Respostas para 5 Maneiras de se conectar digitalmente com clientes