Como programar a mente para eliminar os maus hábitos

Como programar a mente para eliminar os maus hábitos

Maus hábitos tornaram-se tão arraigados no comportamento cotidiano das pessoas que, no final do dia, acaba sendo muito difícil mudá-los. Essas rotinas são uma parte da vida na qual, mesmo conhecer os potenciais impactos negativos pode não ser suficiente para quebrá-los.

Talvez você fume porque acredita que ajuda a aliviar o estresse do dia a dia. Talvez você sinta uma preguiça crônica por que está fatigado, e assim parece muito mais fácil, por exemplo, desabar na cadeira do que sentar-se direito, na postura correta. Mas os maus hábitos estão aí, por toda parte, para nos prover algum tipo de conforto em um cenário desfavorável.

Imagine que eu tivesse duas ofertas para você. A primeira oferta: 100 dólares hoje; a segunda oferta: 1000 dólares, mas apenas daqui 7 anos. Qual das duas ofertas você escolheria? Mesmo sabendo que pode ganhar mais dinheiro se aguardar 7 anos, provavelmente optará pela primeira oferta porque não deseja esperar pela recompensa.

A recompensa imediata sempre foi a maior inimiga dos maus hábitos. Isso porque, saber que algo pode ter um efeito negativo nunca será suficiente para fazer alguém desistir de um hábito qualquer. E, convenhamos, os maus hábitos existem porque realmente fazem as pessoas se sentirem bem.

Mas saiba que é possível, contudo, programar a mente para eliminar maus hábitos. Existem várias técnicas para isso, mas neste post destacamos 3 delas:

Abstraia sua mente

Depois de decidir desistir e encontrar uma alternativa, comprometa-se a abandonar seus maus hábitos abstraindo a mente toda vez que o gatilho do mau hábito for acionado. Comprometer-se a mudar significa que você não pode se dar desculpas e muito menos qualquer espaço para se convencer de que possa “dar uma escapadinha” uma vez. Não pense se você deve ou não fazer, apenas não faça, não importa o que aconteça.


Esteja consciente se praticar o mau hábito todos os dias

Anote como as coisas estão indo no seu comprometimento com a causa. É fácil perder o controle do progresso se não tomarmos nota dos nossos comportamentos. Anotar seus comportamentos pode revelar padrões relacionados a esses momentos de fraqueza. Se você conseguir identificar o padrão, poderá alterá-lo.


Conte com um sistema de recompensa e restrição

Recompense-se quando cumprir seu compromisso. Sua recompensa não precisa ser cara, mas deve ser valiosa para você. A única restrição é que você não pode recompensar seu bom comportamento com o mau hábito – afinal, esse é justamente o comportamento que deseja mudar em si mesmo.

Desenhe em sua mente uma consequência toda vez que pensar em se envolver com o hábito negativo que deseja eliminar. A consequência não precisa ser emocionalmente prejudicial, só precisa causar desconforto ou inconveniência suficientes para fazer com que pense duas vezes antes de cair em padrões antigos. A ideia, basicamente, é que seu sistema de recompensas x consequências opere a partir de ações que sejam capazes de ajudá-lo a eliminar os maus hábitos x automatizar os bons.


Fonte: Lifehack.org

[index]
[index]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]