24h

Todos os dias

Rua Tenerife, 31 - 4º Andar

Vila Olímpia - São Paulo

(11) 3044-0710 / 3847-8920

contato@cwosp.com.br

Comparar listagens

Apresentação: mais que slides, informação, público e audiência

Apresentação: mais que slides, informação, público e audiência

Início de ano é bem o momento em que as pessoas começam a se organizar financeiramente para o que virá. E, nessa equação, também entram carreira e negócios. Em ambos os contextos, saber fazer uma apresentação de negócios é absolutamente fundamental. Embora não seja difícil, vale a pena seguir essas dicas simples para a melhor performance em cena, o que certamente fará diferença nas suas conquistas profissionais de 2018. Vamos a elas?

Transforme a apresentação em um show “dramático”

As melhores apresentações não são coleções de fatos ou estatísticas. São histórias, unidas e executadas com talento dramático. A primeira pergunta que você precisa se fazer é: “Qual é o objetivo desta apresentação?”

Não comece seus preparativos até que você possa fornecer uma resposta confiante. Pense, por exemplo, em quais emoções você pretende desencadear no seu público; Como exatamente você deseja influenciá-los, e quais ações você deseja que eles tomem como resultado ao assistirem a sua apresentação?

Há muito mais em jogo em um discurso do que escrever palavras e passar por um conjunto de pontos-chave gravados em um cartão ou conjunto de slides. Há outros fatores importantes envolvidos, como por exemplo: como se movimentar e variar o tom de voz de tal forma que enfatize a mensagem que você deseja passar? Pense sobre os gestos que você pode usar, bem como as expressões faciais envolvidas e sua movimentação pelo palco ou espaço onde estiver se apresentando.

Um grande orador é o ator/atriz principal, não o coadjuvante

A maioria das apresentações é puramente informativa. A audiência é direcionada para focar em slides de apresentação em vez da pessoa falando e transmitindo a mensagem que deseja passar. Mas é preciso lembrar que, se você quer causar uma boa impressão, você precisa se concentrar – e se arriscar no jogo. Os slides devem ser apenas complementares. Nunca, nunca deixe que eles roubem o centro das atenções. Veja como Scott Dinsmore faz isso, no vídeo abaixo, durante uma conferência da TED Talks:

Como fazer seu público ouvi-lo atentamente

Para ser o centro das atenções no palco, você não pode simplesmente inserir tudo o que você quer dizer nos slides. Você precisa planejar e editar cuidadosamente todas as partes.


Fale sobre um tópico por vez. Não se apresse.

 

Quando você fornece pouca informação em um slide, com apenas uma palavra no meio, as pessoas vão olhar para você ao invés da tela. Quando você coloca vários pontos em um único slide, o público terá dificuldade de digerir todas a informação contida no slide. Isso não os ajuda a entender melhor o que você deseja apresentar, na medida em que os cérebros humanos não são projetados para serem multitarefa. Assim, quanto mais informação você deseja que eles obtenham, menos eles poderão entender.

Audiência: essência do que deseja passar em apenas 3 segundos

Mais tempo que isso significará que a mensagem não foi transmitida com clareza suficiente e por conta disso deixará de atrair audiência. As pessoas irão ignorar completamente o que você tem a dizer, mesmo que suas ideias sejam verdadeiramente brilhantes.

Informação: corte tudo o que não servir para um fim específico

Embora seja tentador incluir todas as coisas interessantes que você conhece/descobriu ao fazer suas pesquisas, isso tornaria a mensagem principal que deseja transmitir mais fraca, se não forem coisas altamente relevantes ao propósito desejado. Seja ousado para cortar sem dó as palavras que não agregam valor à mensagem principal. Muitas vezes, não é o que se adiciona o mais importante em uma informação, mas aquilo que se corta. 

Ilustre seus slides com imagens

Isso parece contraditório, mas não é.

Quando a imagem atrai a atenção do público e desperta a audiência para o que você deseja transmitir.

O público olhará para você em busca do grande desfecho sobre o que você tem a dizer em seguida.

Além disso, as pessoas retém 10% do que ouvem três dias após uma apresentação, mas se a informação for acompanhada de uma imagem, essa marca pode chegar a 65%.

Seja sempre específico


Os clichês não são memoráveis.

Sempre que possível adicione detalhes e estatísticas relevantes, que possam despertar caráter e interesse.

Você poderia simplesmente dizer a seu público que a compra de um carro é uma decisão importante.

No entanto, a melhor abordagem é reformular a colocação em termos de números e emoções: “Para comprar um carro, isso implica a escolha de um veículo que o ajude a realizar seus sonhos, transportando você e seus entes queridos por mais de 10 mil km por ano”.

Fatos específicos e histórias emotivas tocam diretamente o coração da audiência e você certamente causará uma ótima impressão.

Fonte: Lifehack

img

Laura Lopes

    Posts relacionados

    15 dicas sobre como se manter motivado para realizar seus sonhos

    É fácil cair no hábito da procrastinação ou se distrair com assuntos triviais e sem...

    Continue lendo
    por Laura Lopes

    Como levar o dia-a-dia de uma forma mais positiva

    A pressa diária e os desafios que a vida apresenta pode tornar o dia de qualquer...

    Continue lendo
    por Nucleo P - Soluções Digitais

    Como programar a mente para eliminar os maus hábitos

    Maus hábitos tornaram-se tão arraigados no comportamento cotidiano das pessoas que, no final do...

    Continue lendo
    por Laura Lopes

    Uma ideia sobre “Apresentação: mais que slides, informação, público e audiência”

    • Salas de Reunião e Auditório: Capacitação e Treinamento em Coworking

      10 de janeiro de 2018 a 11:17

      […] quando investir em treinamento de capacitação para equipe? Toda empresa precisa ter uma rotina definida de […]

    Comentários estão fechados.