6 Perguntas que Deveríamos nos Fazer Todos os Dias

6 Perguntas que Deveríamos nos Fazer Todos os Dias

Todos nós somos muitos ocupados nos negócios. É muito fácil nos envolvermos no dia-a-dia do trabalho e fazer tudo meio no piloto automático, sem pensar muito nas grandes questões em jogo. Para Kevin Daum é assim: com 3 colunas semanais, um programa de rádio e 3 sessões de aulas interativas por semana, ele vive muitos dias de 18 horas. O trabalho pesado é divertido e muito produtivo, sem dúvida, mas também uma grande loucura. Por isso ele procura manter suas prioridades em dia, valendo-se de um exercício que ajuda a não perder de vista o que for mais importante – incluindo sua própria sanidade mental.

Todos os dias, reflete sobre uma lista de perguntas para ter a certeza de que está trabalhando da forma mais produtiva e positiva possível. E agora vem o conselho de ouro: fazer a si mesmo as 6 perguntas abaixo no intuito de ganhar foco e produtividade no trabalho:

1. Porque estou aqui?

Esta não é uma questão no sentido abstrato e existencial, mas imediato e prático. Pergunte-se: o que me trouxe para o lugar(es) onde estou hoje? A motivação é a chave quando os tempos – atuais – são agitados e estressantes demais. Por isso, é sempre importante termos em mente porque estamos animados para fazermos uma tarefa e nos esforçarmos cada vez mais. Há muitos fatores de motivação em jogo. Dinheiro, pessoas, realização e diversão, todos nos motivam a trabalhar duro e sobretudo a fazer um grande trabalho. Manter esses motivadores em mente nos fazem sorrir e proporciona satisfação a cada conclusão. Entender claramente como as escolhas que fazemos no calor do momento nos guiam aos nossos melhores resultados ajuda na condução de maiores desafios com propósito e determinação.

2. Que mais posso fazer?

Parece estranho perguntar o que mais pode ser feito quando as coisas já são estressantes e movimentadas o suficiente. Mas esta pergunta ajuda a identificar o que falta fazer no plano atual. Podem haver competências e habilidades adicionais que farão mais diferença para um projeto ser conduzido com sucesso. Talvez hajam questões ignoradas em que a atenção se faz necessária para que seja possível criar um impacto positivo. Na verdade, é mais importante fazer esta pergunta nos dias em que nos sentimos sobrecarregados, porque isso ajudará a analisar onde deveríamos modificar ou concentrar nossos esforços.

3. O que posso dispensar?

Quando as coisas se movem rapidamente, as prioridades podem mudar em um dia ou mesmo em um instante. É importante reavaliar e se certificar de que as tarefas sejam as mais importantes naquele instante. Algumas tarefas que eram de alta prioridade podem ser menos importantes agora, depois de novos dados e acontecimentos. Ou outras pessoas da equipe podem realizá-las de forma mais eficiente. A qualquer momento é possível remover tarefas da lista e liberar tempo e energia para o uso mais produtivo. Podemos tomar essa energia e empregá-la em algo que valha mais a pena. Esta também é uma boa pergunta para limpar a cabeça emocionalmente. Usamos essa questão para isolar qualquer estresse ou frustração que possamos sentir durante o dia. Deixar de lado pensamentos e sentimentos improdutivos abre caminho para um melhor fluxo de energia mental.

4. Como posso ser mais eficiente?

A necessidade é a mãe da invenção, e muitas vezes criamos nossas melhores rotinas de gestão e produtividade quando estamos muito ocupados. Durante as breves pausas do dia, um bom exercício é dar um passo atrás e tentar encontrar atalhos para completar uma lista de afazeres. Sobre isso, fulano de tal afirma que grande parte de sua energia criativa é empregada nesta questão. Não existe uma regra para isso. E conta que, se puder encontrar uma maneira melhor e mais rápida de realizar algo, ou alguém que possa mostrar um novo caminho, mudará rapidamente sua forma de agir. Para ele, é importante ver as coisas realizadas, e cada nova eficiência cria ponto alto mental e um sorriso.

5. A quem devo agradecer?

É sempre bom manter-se atento às pessoas dedicadas e talentosas que fazem um grande trabalho e contribuem para o nosso sucesso. Mas, no meio da correira, muitas vezes nos esquecemos de dizer-lhes o quanto somos gratos pela contribuição. Não importa se são pessoas próximas à sua equipe ou pessoas de fora que se aproximaram para contribuir. O importante é priorizar a apreciação por seus esforços. Elas merecem o agradecimento e reconhecimento mais do que merecemos seu apoio.

6. Como devo começar meu dia amanhã?

Geralmente não devemos esperar até o final do dia para fazer esta pergunta. É verdade que cada dia traz seus próprios desafios, e muita visão de futuro pode distrair das necessidades do dia atual. Mas um pouco de planejamento futuro pode aliviar a mente e permitir criar estruturas que possam tornar o dia seguinte ainda mais produtivo. Esperar até às 20h pode limitar ter tudo pronto para seguir em uma nova iniciativa ou obter outros envolvidos. Dito isto, pergunte-se novamente, ao final do dia, enquanto prepara a lista de afazeres para amanhã, para libertar sua mente para uma boa noite de sono.

Lembrando que você não tem que ser um louco ocupado para obter valor exercitando essas questões diárias. Nos dias mais tranquilos, elas ajudarão a centrar seus pensamentos para que você possa se sentir confiante, mentalmente livre, e principalmente apreciar por completo as coisas que você e as pessoas ao seu redor fazem.

Fonte: INC.com
Imagem: Getty Images

Deixe uma resposta