24h

7 dias

Rua Tenerife, 31 - 4º Andar

Vila Olímpia - São Paulo

(11) 3044-0710 / 3847-8920

contato@cwosp.com.br

Comparar listagens

Estratégia de Marketing de Conteúdo Bem Sucedida em 5 passos

Estratégia de Marketing de Conteúdo Bem Sucedida em 5 passos

Estratégia de Marketing de Conteúdo & Inbound Marketing

A ideia por trás da expressão “Marketing de Conteúdo” pode dar a impressão de que o Marketing é mais importante que o conteúdo. Mas é só impressão: essa estratégia, também conhecida por “Inbound Marketing”, para ser efetivamente bem sucedida requer foco absoluto em relevância de conteúdo. Algo como conteúdo 90% x 10% marketing (Social Ads e link patrocinado). E pensar em relevância de conteúdo não é o mesmo que pensar em marketing. É, antes, procurar pensar em um conteúdo de excelência sobre determinado tema, com foco exclusivo no leitor/usuário.  

Neste post, abordaremos 5 passos para uma estratégia de marketing de conteúdo bem sucedida focada exclusivamente nas necessidades dos leitores/usuários do seu site/blog, afinal, é para eles que o conteúdo é produzido, não é mesmo? Se não é, já fica a primeira dica: tem que ser.


#1. Crie engajamento com seu público


Pense na questão de criar engajamento com seu público (Inbound Marketing) como um ciclo básico, que se inicia, se alimenta, produz resultados, e volta ao ponto inicial para começar tudo outra vez. Dentro dessa premissa, o “início” parte justamente da busca do tema principal – ou dos temas principais, desde que correlatos – que irão nortear a produção de conteúdo do seu site, blog ou social media.

Faça por partes: após a escolha do tema principal, parta para a escolha das palavras-chaves (keywords) que irão nortear a produção de conteúdo: aqui elas cumprirão um papel fundamental no quesito SEO, que é o conjunto de regras que os chamados “robôs de busca” se valem para pesquisar os melhores conteúdos na web em frações de segundo e apresentar esse resultado, por exemplo, na primeira página do Google. (Já pensou sua página lá também, apenas produzindo conteúdo relevante? Sim, isso é perfeitamente possível!).

#2. Interaja com seu público


Escolhidas as palavras-chave principais que nortearão a estratégia de conteúdo – pense em no mínimo 10 e no máximo 20 palavras-chave, você irá notar com o passar do tempo que outras palavras surgirão naturalmente, mas são secundárias, portanto deixe-as de lado nesse momento e concentre-se no que interessa – agora você pode finalmente se debruçar na produção de conteúdo relevante – o mais relevante possível! – associado a essas palavras-chave. O mais importante vem agora: onde buscar inspiração para a produção desse conteúdo relevante? Olhe ao redor na sua mesa, na sua empresa, e principalmente fora dela, que encontrará várias inspirações possíveis como fonte preciosa de conteúdo relevante para o seu site ou blog:

 

    • Um meetup regular, ou mesmo um evento do qual participe ou organize
    • Um bate-papo com aquele executivo que acabou de entregar um projeto importante
    • O colega do departamento ao lado que está envolvido em um projeto importante, mas não é executivo;

Observe como todas essas pautas de conteúdo, sendo autorais/originais, não foram simplesmente “colhidas na web”. Isso significa que, basicamente, o conteúdo mais rico – e consequentemente o mais relevante possível – é baseado no mundo real e seus resultados efetivos. Isso não exclui, de forma alguma – pelo contrário! – a pesquisa e coleta de material na web para a produção de um conteúdo relevante: ele só deixa de ser exclusivo. Considerando que a exclusividade confere o maior peso atribuído a um robô de busca para um conteúdo específico na web, é recomendável não desperdiçar essa chance de fazer um bom marketing de conteúdo..

Mas… o que tudo isso tem a ver com interação com o público? Bem, siga essas dicas que você vai entender. Afinal, seus leitores provavelmente vão curtir seu conteúdo e entrarão em contato, de alguma forma. Mas a interação com a sua audiência estará garantida, e aí caberá a você interagir com seu público da melhor forma possível, e de preferência mimando-o com promoções eventuais de brindes, sorteios, ou mesmo conteúdos inéditos para baixar ou compartilhar.

#3. Inicie uma Campanha de Social Ads


Social Ads é como são conhecidos os anúncios exibidos nas mais diversas plataformas de mídias sociais, como Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn. Cada plataforma tem seu modelo próprio e de precificação de anúncios, sendo o Facebook a principal delas pelo simples fato de ser a mídia social mais popular do mundo – possui 120 milhões de usuários ativos só no Brasil. Mas vale lembrar que a escolha da “melhor plataforma” para criar conteúdo e campanha de anúncios também obedece ao critério da relevância seguida pelos robôs de busca. Ou seja, não é porque existem 10 plataformas de mídias sociais no mercado que a sua empresa precisa marcar presença em todas elas. Otimize seu tempo e encontre a que for ideal para comunicar o conteúdo mais relevante ao seu público.



Vamos tomar o Facebook como exemplo, por ser a social media mais popular do mundo – 25% da população mundial usa o Facebook regularmente. É, praticamente, uma “segunda internet” e, por isso, merece atenção especial. A primeira dica na criação de uma campanha de anúncios no Facebook é: resista ao impulso de comprar qualquer sugestão feita pelo próprio Facebook. Pode soar estranho, mas seguir recomendações a partir de sugestões feitas pela plataforma para “impulsionar” este ou aquele post fará com que você gaste muito mais dinheiro sem, contudo, atingir seus objetivos de campanha. O que fazer então?

Comece bem devagar, e teste, teste muito e teste o tempo inteiro. Social media tem muito mais a ver com Psicologia Social do que com Ciências Exatas. O que significa dizer que, a partir da produção de matéria relevante, sem investimento em social ads, ao longo do tempo – o ideal recomendado são 3 meses – você pode iniciar uma campanha de anúncios no Facebook e testar vários tipos de anúncios em uma mesma campanha, inclusive. Aqui, o investimento inicial em relevância de assuntos ~apenas~ será recompensado com públicos do tipo “look-a-like” – “parecido com” na tradução literal – o público engajado que você já conquistou na etapa inicial de produção de conteúdo. Isso garantirá o menor investimento em anúncios no Facebook com o maior retorno possível, pode apostar.


#4. Analise as métricas


O Facebook Insights provê dados detalhados sobre estatísticas de acesso à sua página na rede. E é a partir desses dados – que só terão relevância se respeitarem o devido tempo para serem gerados, ou seja, os mesmos 3 meses do tópico anterior – que o Facebook se baseará para criar a sua campanha de anúncios do tipo “look-a-like” e com isso divulgar sua página apenas a audiência desejada. Analisando as métricas gerais – que também podem ser personalizadas – é possível nortear a produção de conteúdo, tendo em vista os temas que são mais populares entre os usuários da página (Inbound Marketing).



O Google Analytics também provê dados detalhados e não deve ser esquecido: lembre-se de plugar seu site ou blog a ele assim que lançar seu projeto, e siga os 3 primeiros passos deste post, deixando a campanha no Google Adwords por último também, e secundária à produção de conteúdo.

 

#5 Recomece tudo outra vez


Definida toda a estratégia de conteúdo no que se refere ao mais importante, que é produção de conteúdo em primeiro lugar, e divulgação usando social ads em segundo, agora começa a diversão: você pode criar uma agenda regular de posts sobre os temas mais interessantes que deseja explorar, e ir aos poucos monitorando a elaboração e divulgação desses posts com o objetivo de aprimorar cada vez mais o conteúdo e se tornar referência na sua área de atuação. Aqui, o ciclo básico se reinicia.


O ideal é que haja uma regularidade na produção de conteúdo, algo como ao menos 1 post por dia, sendo autoral (tanto melhor) ou de terceiros. A frequência de postagens é fundamental para criar confiança e engajamento entre o público-alvo (Inbound Marketing), sendo que é também um dos critérios usados pelo algoritmo do Facebook na distribuição de conteúdo entre os usuários da plataforma.



Gostou das dicas? Ao seguir esses 5 passos básicos você poderá executar uma estratégia de conteúdo de sucesso. Mas, se quiser deixar por nossa conta, entre em contato com laura@cwosp.com.br e solicite uma avaliação do seu site, blog ou social media. Vamos conversar e criar engajamento com seu público-alvo

A Coworking Offices aluga escritórios mobiliados de alto padrão no coração da Vila Olímpia, em frente ao Shopping. Venha nos fazer uma visita e tomar um café conosco!

img

Laura Lopes

    Posts relacionados

    Escritório coworking seguro existe? Saiba escolher

    Escritório coworking seguro faz parte da sua rotina de trabalho ? Listamos alguns procedimentos...

    Continue lendo
    por Coworking Offices Vila Olímpia

    O que é Coworking Vila Olímpia com grife

    Coworking com grife existe O coworking com grife é uma atualização dos serviços de...

    Continue lendo
    por Coworking Offices

    Como se autopromover e fazer seu negócio se destacar

    Se destacar da concorrência ou desaparecer do mundo dos negócios - enquanto algumas marcas...

    Continue lendo
    por Laura Lopes

    Participe da discussão

    WhatsApp Chat
    [index]
    [index]
    [523.251,659.255,783.991]
    [523.251,659.255,783.991]
    [523.251,659.255,783.991]
    [523.251,659.255,783.991]