O Fim do Escritório como o Conhecemos? Será mesmo?

O Fim do Escritório como o Conhecemos? Será mesmo?

Escritório: tendências e modernidades

O ambiente de trabalho – vulgo “escritório” para muitos – tem passado por alterações marcantes nas últimas décadas, com mesas de madeira sendo substituídas por baias e cubículos personalizáveis, chegando a muitos dos novos e modernos designs de escritório que vemos agora. Esta evolução tem continuado, na medida em que as empresas passam a notar que a tecnologia móvel – ou “mobile” – tem mantido os trabalhadores fora do escritório mais do que nunca. Algumas modalidades do futuro incluem:

Mesas compartilhadas

Observe seu local de trabalho. Se a maioria das mesas estão vazias a maior parte do dia, você provavelmente está desperdiçando espaço. Em 2015, as empresas que ainda dedicam espaço de escritório para cada funcionário começarão a questionar essa prática, na medida em que espaços de trabalho compartilhados tornam-se uma realidade comum. Em muitos casos, trabalhadores remotos podem facilmente compartilhar uma mesa, desde haja um acordo de que virão para o escritório em dias diferentes da semana ou em momentos diferentes durante um determinado dia de trabalho.

Há até uma gíria em inglês para o fenômeno: “hot desking”. Em alguns escritórios, as mesas estão sendo removidas completamente, com os funcionários autorizados a selecionar um espaço de trabalho a cada dia. Esses escritórios muitas vezes combinam modismos como mesas para trabalhar em pé, mesas em esteiras, ou poltronas e sofás que permitam aos funcionários encontrar a posição mais confortável para suas necessidades em um determinado momento.

Espaço compartilhado

Em 2015, um número ainda maior de empresas deve investir em espaços compartilhados de escritório. Essas opções permitem que uma empresa de pequeno porte alugue ou ceda espaço em um edifício com outros profissionais compartilhando áreas comuns. Ou seja, ao invés de uma empresa ficar encarregada de pagar pelas áreas de descanso, lobbies e salas de conferência, essas áreas poderiam ser compartilhadas com outras empresas no edifício para cortar custos. No caso de uma incubadora, as empresas escolhem uma “situação de vida” semelhante, muitas vezes com os funcionários da incubadora recebendo uma porcentagem da empresa enquanto doam espaço, conforto e consultoria.

As pequenas empresas também notam os benefícios de fazer o upgrade para suítes executivas, onde comodidades como serviços de recepção profissional, gerenciamento de correspondências, acesso a fotocopiadoras e fax, e áreas de cozinha totalmente abastecidas podem ser incluídos no pacote. Para uma empresa crescer, essas regalias fazem toda a diferença, criando uma presença profissional para uma base crescente de clientes, e ao mesmo tempo mantendo os custos mensais baixos.

Espaços de coworking

Mas, se para uma empresa o custo mensal de um espaço compartilhado em um edifício for muito pesado no orçamento, os espaços de coworking podem ser a opção perfeita. Algumas empresas em escritórios estabelecidos podem até escolher espaços de coworking como uma opção para seus profissionais que trabalham em trânsito por outras localidades. Os espaços de coworking estão surgindo em todo o mundo, fornecendo espaço alocado em uma mesa, acesso a instalações profissionais e acesso a WiFi para profissionais regularmente ou conforme a necessidade. Em vez de criar um escritório temporário para o dia em um café, um profissional em trânsito pode entrar em contato com o espaço de coworking mais próximo e alugar o espaço por um dia.

Uma das melhores características de qualquer espaço de coworking é seu acesso a qualquer tipo de suporte. Empresários e proprietários de pequenas empresas têm acesso a aulas, reuniões de networking e outras ferramentas que não estariam disponíveis em um ambiente de escritório tradicional. Além disso, os profissionais têm sempre uma área de conferências para reuniões com clientes e parceiros de negócios.

Trabalhe onde estiver

Talvez a mudança mais notável deste ano seja algo que já começou. Graças à crescente dependência de dispositivos móveis, os profissionais podem garantir uma transição tranquila de casa para as reuniões no escritório, com os clientes e consumidores nunca notando a transição de um local para outro. Os telefones podem ser facilmente roteados para telefones celulares, e um software baseado em nuvem combinado ao armazenamento de arquivos significa que os documentos podem ser acessados de qualquer dispositivo com acesso à Internet.

Como a tendência de “trabalhar de qualquer lugar”, continua a crescer, os profissionais terão mais liberdade do que nunca. Eles não terão que se manter acorrentados a uma mesa oito horas por dia, o que lhes permitia serem mais produtivos e mais acessíveis quando necessários. Com o tempo, essa tendência deverá reformular a definição do escritório para qualquer local onde haja uma conexão de Internet disponível.

Fonte: INC.com

 

Uma resposta para O Fim do Escritório como o Conhecemos? Será mesmo?

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

[index]
[index]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]