fbpx

Churchill, Chartwell e home office

Churchill, Chartwell, home office. Winston Churchill, orador, historiador, politico

Churchill, com um charuto. Acrescente a mão levantada com os dedos no `V´ da vitória, ouça o discurso. Ou seja, uma  imagem que faz parte da cultura popular.

Embora a figura do político, duas vezes primeiro ministro do Reino Unido, seja a preponderante, ele foi muito mais que isso.

Militar condecorado por bravura, jornalista, correspondente de guerra, escritor laureado com o Nobel de Literatura em 1953, palestrante, historiador e pintor. Além disso, nos diversos cargos ministeriais que ocupou, foi um excelente administrador, líder e visionário.

Reconhecido como um dos maiores estadistas do século XX, Churchill atuou nos partidos conservador e liberal. Foi um defensor da democracia, dos direitos individuais  e dos princípios liberais na economia.

Certamente, Churchill teve um papel preponderante no desenvolvimento da Força Aérea britânica e dos tanques de guerra. Além disso, atuou fortemente em vária áreas das reformas sociais, como seguro desemprego, reforma de prisões, pensões para viúvas e órfãos.

Foi um conciliador notável. Por exemplo:

  • Criou mecanismos de arbitragem para disputas laborais,
  • Conciliou inúmeras greves,
  • Gerenciou a desmobilização dos milhões de soldados ingleses,
  • Construiu acordos internacionais como os da África do Sul e da Irlanda,
  • Negociou o esquema de pagamentos de dívidas de guerra após a Primeira Guerra Mundial.

Orador extraordinário, Churchill sabia como ninguém comunicar-se. Portanto, defender argumentos, convencer e inspirar pessoas eram algumas das suas grandes qualidades.

Seu discurso inaugural como primeiro ministro (1940) foi inspirador para os britânicos, em seu pior momento, na Segunda Grande Guerra.

Outra características marcantes eram a persistência, a capacidade de análise dos fatos e a escolha das ações a serem tomadas.

Chartwell: home office

Com uma imensa capacidade de trabalho, Churchill trabalhava muito em home office. Consequentemente, produziu muitos dos seus livros e trabalhos ministeriais, como o plano de redução de tarifas (1928), em Chartwell.

Por causa de ter sido a residência de Churchill por 40 anos, Chartwell foi classificada como edifício de Grau I. Foi aberta para o público em 1966, tornando-se uma das propriedades mais visitadas da Inglaterra.

Participe da discussão

Compare listings

Comparar