Sem auto-realização, a vida é um vazio

Sem auto-realização, a vida é um vazio

Muitas vezes chegamos a um ponto em nossas vidas onde questionamos o significado de nossos objetivos, sonhos, potencial e direção de vida de uma maneira geral. 

O significado de nossas vidas é a base de uma experiência realizadora no mundo – de nossa conexão com o outro, nosso ser interno e do mundo ao nosso redor, até nossas necessidades fisiológicas mais simples.

Auto-realização diz respeito a avançar para o próximo nível e ser o melhor que podemos ser, a fim de dar sentido à nossas vidas – algo que todos nos esforçamos para fazer, estejamos conscientes disso ou não.

O que exatamente significa a expressão auto-realização?

O conceito de auto-realização foi cunhado pelo psicólogo Abraham Maslow, que estudou a teoria das necessidades humanas.

Ele acreditava que a felicidade derivava não de comportamentos animais ou mecânicos, nem dos impulsos inconscientes que possuímos, mas sim do impulso para desenvolver nossa compreensão e sabedoria de nosso pleno potencial e capacidades.

Por que precisamos colocar ênfase na auto-realização

Maslow acreditava que todo mundo é fundamentalmente ultra resistente à auto-realização.

A maioria das pessoas encontra-se em estágios diferentes – algumas podem se auto-realizar em uma idade precoce ou outras mais tarde na vida, mas, para a maioria de nós, temos uma necessidade de melhorar a nós mesmos em um nível subconsciente ao longo de nossas vidas.

Em outras palavras, é nosso desejo se queremos crescer fazendo isso intencionalmente ou não.

Podemos fazê-lo com uma leitura mais aprofundada para obter uma melhor compreensão de um assunto, ou simplesmente escolhendo ver certas coisas de uma perspectiva diferente, porém positiva.

É essa auto-realização que precisamos na vida para nos sentirmos satisfeitos e sentir como se estivéssemos crescendo e se desenvolvendo como pessoa.

As características da auto-realização

Se você ainda não tem certeza de como isso se traduz na sua própria vida, existem algumas características peculiares da auto-realização que você provavelmente poderá se identificar.

Como por exemplo:

Perceber a realidade de uma forma qualificada: ser capaz de ver o que está acontecendo com você e o que está acontecendo ao seu redor com uma abordagem equilibrada e de aceitação

A capacidade de aceitar a si mesmo e aos outros: compreender a nós mesmos de uma maneira que não envolva julgamento de nenhuma espécie, e bem como àqueles que nos rodeiam

Saber apreciar a vida: apreciar a vida em todas as suas facetas e glórias – em sua própria vida, nas vidas dos outros e até mesmo na natureza que o rodeia.

A capacidade de criar conexões profundas e significativas: criar relacionamentos que trazem significado e profundidade; isso nos ajuda a crescer e trazer mais compreensão para a essência da conexão com os outros.

Seguir orientação de nossos valores e objetivos internos: esse sentimento de viver sua vida de acordo com o que você sente é certo para você; sabendo que está em um caminho que reflete seu objetivo final de felicidade e realização.

A capacidade de expressar suas emoções de uma forma clara e libertadora: sentir-se confiante e positivamente alinhado(a) com a forma como você se expressa que beneficia você e aqueles ao seu redor.

Naturalmente, não portamos essas características o tempo inteiro, mas quando nos sentimos assim, é como se estivéssemos em um estado de bem estar consigo próprio.

É por isso que passar por estados de auto-realização nos ajuda a viver uma vida significativa e mais feliz.

De quais maneiras podemos incentivar a auto-realização?

A auto-realização pode parecer difícil de praticar.

Especialmente quando estamos passando por momentos difíceis ou quando reproduzimos hábitos negativos sobre como pensamos a respeito de nós mesmos e o que está acontecendo ao nosso redor.

Mas há coisas que você pode fazer que irão encorajá-lo a crescer e criar a mentalidade de ser seu melhor eu.

Pare de se comparar com as outras pessoas

Todos nós temos uma tendência a fazer isso, mas é um hábito nada saudável.

Compreender que estamos todos em nossa própria e única viagem e não importa onde as outras pessoas estejam em comparação com nós.

Uma vez que você toma conhecimento disso você pode se sentir livre para desfrutar o caminho na vida como a aventura que realmente é.

Trata-se de seu próprio progresso, e de ninguém mais.

A auto-realização é compreender que estamos observando as coisas de um ponto de vista independente de outras pessoas.

Compreendendo o poder da sua mente

Você pode sentir que seu mau humor é causado por outras pessoas ou circunstâncias externas que você não pode controlar, porém o que acontece realmente é que escolhemos como iremos reagir às condições.

Você tem a capacidade de se habituar e adequar porque sua mentalidade é incrivelmente poderosa.

Escolha ver as coisas em seu benefício, não importa o quão negativas elas possam parecer. Isso o ajudará a alcançar a auto-realização muito mais facilmente.

Vida: aprendendo a amar-se

Você pode ter ouvido isso um milhão de vezes já, mas aceitar-se por completo é a única maneira que você tem de ser a melhor versão de si mesmo. Isso significa aceitar seus pontos fortes e fracos.

É a partir desse ponto que você pode aventurar-se pelo mundo de uma forma autêntica – é criar paz de espírito dentro de si mesmo e se livrar de qualquer versão negativa que faz de si mesmo.

Saiba que a viagem nunca acaba

Auto-realização é saber que você nunca realmente para de crescer – você nunca vai chegar à perfeição e isso é bom porque a vida, afinal, não é assim.

A vida é a expansão contínua de nós mesmos, nosso conhecimento e nossas perspectivas. Depois de aceitar isso, será mais fácil relaxar e alcançar a felicidade que você merece.

Assim, a jornada para a auto-realização é na verdade a jornada para o empoderamento.

É denunciar as perspectivas negativas que adotamos sobre nós mesmos e estarmos dispostos a ver as coisas de uma forma diferente.

É somente a partir deste espaço que podemos viver uma vida com verdadeiro significado e repleta de realização. E assim também nos tornarmos cientes de todo o nosso potencial e capacidades.

Fonte: Lifehack

Deixe uma resposta